Archivoz: International Archives Magazine,

depoimentos sobre arquivos e gestão de documentos

Archivoz
EntrevistasPortuguês

“Tenho expetativa que a progressiva aposta nas novas tecnologias no domínio da arquivística contribua para melhorar as estratégias de comunicação do património arquivístico”: Entrevista com Cristina Nogueira, fundadora da Culturage.

AV: Como despertou o seu interesse para a área dos arquivos e património cultural? CN: A minha formação académica em História implicou a frequência assídua dos arquivos. Ali, junto das fontes primárias, sentia-me mais próxima dos contextos históricos que estudava. Sempre me entusiasmou o facto dos arquivos serem uma fonte inesgotável de informação e como o conhecimento do passado altera a minha perceção do presente e visão do futuro. O conhecimento das raízes de um povo ou de uma região e a...

EntrevistasPortuguês
“Os profissionais devem aprender a investigar e a produzir conhecimento. Essa atitude científica terá um efeito significativo no seu desempenho profissional e na vida das suas instituições.”: Entrevista a Jorge Revez, Professor Auxiliar na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, do Mestrado em Ciências da Documentação e Informação.
“Os profissionais devem aprender a investigar e a produzir conhecimento. Essa atitude científica terá um efeito significativo no seu desempenho profissional e na vida das suas instituições.”: Entrevista a Jorge Revez, Professor Auxiliar na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, do Mestrado em Ciências da Documentação e Informação.

“Os profissionais devem aprender a investigar e a produzir conhecimento. Essa atitude científica terá um efeito significativo no seu desempenho profissional e na vida das suas instituições.”: Entrevista a Jorge Revez, Professor Auxiliar na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, do Mestrado em Ciências da Documentação e Informação.

(Archivoz) Fale-nos do seu percurso formativo e profissional, até chegar a Professor Auxiliar da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, nomeadamente do Mestrado em Ciências da Documentação e Informação, dando-nos conta, também de como é que nasceu o...

EntrevistasPortuguês
“A vida das obras de arte é fluída e plena de ressignificações, e é também nesse fluxo de vida da obra que o historiador de arte se posiciona, a tenta ler, descodificar e projetar o seu lugar na atualidade.”: Entrevista a Sílvia Ferreira, Investigadora integrada do Instituto de História da Arte da NOVA FCSH.

“A vida das obras de arte é fluída e plena de ressignificações, e é também nesse fluxo de vida da obra que o historiador de arte se posiciona, a tenta ler, descodificar e projetar o seu lugar na atualidade.”: Entrevista a Sílvia Ferreira, Investigadora integrada do Instituto de História da Arte da NOVA FCSH.

(Archivoz) Não poderia deixar de começar por destacar o seu notável currículo.  Fale-nos do seu percurso formativo e profissional até chegar às funções que desempenha atualmente, como Professora Convidada na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade...

EntrevistasPortuguês
“Aprender com o passado é uma condição básica em qualquer atividade humana e a Arquitectura, evidentemente, não é exceção.”: Entrevista ao Arquiteto José Franqueira Baganha, Presidente da INTBAU Portugal.
“Aprender com o passado é uma condição básica em qualquer atividade humana e a Arquitectura, evidentemente, não é exceção.”: Entrevista ao Arquiteto José Franqueira Baganha, Presidente da INTBAU Portugal.

“Aprender com o passado é uma condição básica em qualquer atividade humana e a Arquitectura, evidentemente, não é exceção.”: Entrevista ao Arquiteto José Franqueira Baganha, Presidente da INTBAU Portugal.

(Archivoz) O seu CV é notável e bastante diversificado, do ponto de vista académico, que culminou no doutoramento em Arquitetura, na Universidade do País Basco, em Espanha, em 2012, à sua experiência docente no Ensino Superior, mas também no trabalho que tem...

EntrevistasPortuguês
“Os arquivos se distinguem muito do trabalho de museus e bibliotecas. Neles, a criação de sistemas, os elementos e práticas de classificação, os instrumentos e o arranjo privilegiam os grupos e as séries e não a unidade.” : Entrevista a Marilucia Bottallo, Diretora Técnica do Instituto de Arte Contemporânea (IAC).

“Os arquivos se distinguem muito do trabalho de museus e bibliotecas. Neles, a criação de sistemas, os elementos e práticas de classificação, os instrumentos e o arranjo privilegiam os grupos e as séries e não a unidade.” : Entrevista a Marilucia Bottallo, Diretora Técnica do Instituto de Arte Contemporânea (IAC).

(Archivoz) Gostaria que contasse a respeito da sua formação multidisciplinar (História, Arte e Ciências da Informação) e carreira profissional. (Marilucia Bottallo) Sou Bacharel e Licenciada em História pela FFLCHUSP (Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências...

EntrevistasPortuguês
“A informação comporta em si mesma o valor da universalidade e é um erro para o setor não retirar desse facto a plenitude das suas consequências.”: Entrevista a Nuno Mota, Diretor Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira.
“A informação comporta em si mesma o valor da universalidade e é um erro para o setor não retirar desse facto a plenitude das suas consequências.”: Entrevista a Nuno Mota, Diretor Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira.

“A informação comporta em si mesma o valor da universalidade e é um erro para o setor não retirar desse facto a plenitude das suas consequências.”: Entrevista a Nuno Mota, Diretor Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira.

(Archivoz) Fale-nos um pouco do seu percurso profissional e académico até chegar a diretor regional da nova Direção Regional do Arquivo e Biblioteca da Madeira. (Nuno Mota) Sou licenciado em Sociologia pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade...

EntrevistasPortuguês
“… urge o reforço do papel do arquivista ou cientista de informação na sociedade, para que esta compreenda e olhe com respeito esta profissão que assegura a disponibilidade da informação.”: Entrevista a Bernardino Castro, Diretor do Centro Português de Fotografia.
“… urge o reforço do papel do arquivista ou cientista de informação na sociedade, para que esta compreenda e olhe com respeito esta profissão que assegura a disponibilidade da informação.”: Entrevista a Bernardino Castro, Diretor do Centro Português de Fotografia.

“… urge o reforço do papel do arquivista ou cientista de informação na sociedade, para que esta compreenda e olhe com respeito esta profissão que assegura a disponibilidade da informação.”: Entrevista a Bernardino Castro, Diretor do Centro Português de Fotografia.

(Archivoz) Como é que nasceu o seu interesse pelo mundo dos arquivos e o desejo de trabalhar nesta área? (Bernardino Castro) Apesar de durante o meu percurso académico ter frequentado vários arquivos com o objetivo de investigação e recolha de informação para...

ArtigosPortuguês
Resumo do 1.º Colóquio Organizar, Preservar e Comunicar a Memória da Arquitetura – Os Arquitetos e os Arquivos de Arquitetura (2021): Transmissão pelo Facebook do CIDEHUS.UÉ

Resumo do 1.º Colóquio Organizar, Preservar e Comunicar a Memória da Arquitetura – Os Arquitetos e os Arquivos de Arquitetura (2021): Transmissão pelo Facebook do CIDEHUS.UÉ

O Colóquio Organizar, Preservar e Comunicar a Memória da Arquitetura - Os Arquitetos e os Arquivos de Arquitetura, realizou-se a 23 de junho de 2021, entre as 17h00 e as 19h00, através da plataforma Zoom, sendo divulgado em direto, pelo Facebook e Youtube do...

EntrevistasPortuguês
“Ignorar o passado impede projetar o futuro. Sem preservar a memória digital nos arquivos, caminhamos para uma sociedade à deriva.”: Entrevista a Rafael António, Consultor de Sistemas de Informação no domínio dos arquivos e bibliotecas e museus.
“Ignorar o passado impede projetar o futuro. Sem preservar a memória digital nos arquivos, caminhamos para uma sociedade à deriva.”: Entrevista a Rafael António, Consultor de Sistemas de Informação no domínio dos arquivos e bibliotecas e museus.

“Ignorar o passado impede projetar o futuro. Sem preservar a memória digital nos arquivos, caminhamos para uma sociedade à deriva.”: Entrevista a Rafael António, Consultor de Sistemas de Informação no domínio dos arquivos e bibliotecas e museus.

(Archivoz) Como é que nasceu o seu interesse pelo mundo da informática e, como é que a partir deste, chegou ao da documentação e informação? (Rafael António) O meu interesse decorreu do percurso académico original, em engenharia de eletricidade e máquinas, e da...

EntrevistasPortuguês
“Documentos de arquitetura são fonte de informação, de prova e de conhecimento, com qualidade visual que facilita ações de difusão cultural e ação educativa.”: Entrevista a Monica Frandi Ferreira, Superintendente do Arquivo Público e Histórico do Município de Rio Claro
“Documentos de arquitetura são fonte de informação, de prova e de conhecimento, com qualidade visual que facilita ações de difusão cultural e ação educativa.”: Entrevista a Monica Frandi Ferreira, Superintendente do Arquivo Público e Histórico do Município de Rio Claro

“Documentos de arquitetura são fonte de informação, de prova e de conhecimento, com qualidade visual que facilita ações de difusão cultural e ação educativa.”: Entrevista a Monica Frandi Ferreira, Superintendente do Arquivo Público e Histórico do Município de Rio Claro

(Archivoz) O seu CV é admirável e bastante diversificado, do ponto de vista académico, que culminou no doutoramento em Teoria e História da Arquitetura e do Urbanismo, em 2016, à sua vasta experiência docente no Ensino Superior. Fale-nos um pouco do seu percurso...

Sobre a revista Archivoz

Archivoz é uma revista digital gratuita, com alcance internacional e carácter divulgativo sobre arquivística e gestão documental. Surgiu em junho de 2017 como um projeto colaborativo e voluntário de edição de conteúdos realizados por uma equipa de profissionais de todo o mundo.

O objetivo da revista consiste em ser um meio de difusão sobre esta área de conhecimento difundindo noticias, novidades, experiências e boas práticas para os leitores interessados na temática dos arquivos e da gestão de informação.

Como o Archivoz funciona

A equipa editorial Archivoz analisa a atualidade mundial para publicar entrevistas ou artigos de interesse. Também recolhe propostas diretas dos leitores que podem sugerir temas específicos através do formulário para o efeito. A revista dispõe de espaços específicos para a divulgação de projetos ou atividades promovidas por instituições (arquivos, museus, bibliotecas, etc.). Pode entrar em contacto com a equipa através do e-mail: rrii@archivozmagazine.org

Revista Archivoz e SEDIC

Ao longo do tempo, a revista tornou-se um poderoso meio informativo dentro do setor dos arquivos a partir do qual é possível aceder a opiniões e experiências de profissionais de todo o mundo, criando um espaço muito enriquecedor para a colaboração internacional.

Desde novembro de 2019, após a assinatura do acordo de colaboração com a Sociedad Espanyola de la Documentacion e Informacion Cientifica (SEDIC), a Revista Archivoz começou a ser editada em Madrid pela SEDIC> No entanto, a equipa de gestão e a equipa de edição, mantém o espírito colaborativo da revista inalterados.

Esperamos que ache interessante e participe ativamente lendo ou escrevendo na Archivoz.

Revista editada por:


Logo de Archivoz

Patrocinado por:

EXPM

Está interessado em colaborar como patrocinador da revista Archivoz?

Entre em contato conosco

CONTATE-NOS

Identidade: SEDIC - CIF: G-28706067 - Morada postal: C / RODRIGUEZ SAN PEDRO, 2 PLANTA 6, P.606 - CP 28015 - Telefone: 915 93 40 59 - Email: gestion@sedic.es Da SEDIC informamos que tratamos a informação que nos fornecem para prestar o serviço de gestão de dados dos utilizadores que comunicam com a empresa através do site. Os dados fornecidos serão conservados enquanto se mantiver a relação comercial ou durante os anos necessários para cumprir as obrigações legais. O interessado foi informado do referido tratamento, responsabilizando-se pela veracidade do mesmo e pelas modificações que sofrer no futuro. Quanto à legitimidade do tratamento, será regulado através do seu consentimento. Se desejar, pode contactar a empresa para exercer os direitos de acesso, retificação, eliminação e portabilidade dos seus dados e a limitação ou oposição ao seu tratamento. Terá o direito de retirar o consentimento dado e o direito de reclamar junto da Agência Espanhola de Proteção de Dados. As categorias de dados que são tratados correspondem a dados de identificação, endereços postais ou eletrónicos, e os dados especialmente protegidos não são tratados e a origem dos dados é do interessado ou do seu representante legal, sendo os utilizadores os grupos interessados para o efeito. Se não inserir os dados pessoais que aparecem no formulário como obrigatórios, a sua consulta não poderá ser respondida. Pode exercer os seus direitos de acesso, retificação, limitação e exclusão de dados escrevendo para gestion@sedic.es, bem como o direito de registar uma reclamação junto a uma autoridade de controle. Pode consultar a informação adicional e detalhada sobre Proteção de Dados na nossa política de privacidade.

4 + 14 =

Para assinar as publicações do Archivoz, digite seu e-mail